Politica & Mulher
Projeto Florir: vice-prefeita celebra combate à pobreza menstrual

Katarina Feitoza: “Entender esse processo é dar liberdade e poder às nossas meninas”

A Prefeitura de Aracaju lançou nesta quarta-feira, 8, dois projetos voltados para a área da Educação. Um deles, intitulado de Projeto Florir, é voltado para as meninas da rede municipal e visa combater a pobreza menstrual, além de fornecer conhecimento sobre higiene e saúde.

Para a vice-prefeita do município, Katarina Feitoza, PSD, a iniciativa marca um compromisso importante com meninas e mulheres aracajuanas. “A pobreza menstrual precisa ser combatida, porque limita ainda mais as nossas meninas num cenário já preocupante de preconceito e desigualdade”, afirma Katarina.

De acordo com ela, o projeto será fundamental para ajudar a debater o tema e combater o tabu que ainda o envolve. “Temos que discutir e combater esse preconceito em torno da menstruação, porque é um processo natural pelo qual todas nós passamos. Entender esse processo é dar liberdade e poder às nossas meninas”, reforça.

O Projeto Florir impactará mais de 7 mil estudantes da rede municipal, que se encontram entre 8 e 16 anos e que estejam inscritas no CadÚnico, com a distribuição mensal de absorventes. “É uma política pública efetiva que vai diminuir drasticamente a evasão escolar dessas meninas e impactando diretamente no futuro delas”, reitera a vice-prefeita.  

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.