Politica & Mulher
Plataforma online quer multiplicar a voz feminina na sociedade

Site Fale com Elas apresenta banco de fontes só com mulheres

Iniciativas que dão espaço às mulheres na sociedade, claro, sempre são bem-vindas. E, com certeza, o site Fale com Elas da plataforma de mulheres, gênero e diversidade “Celina”, do jornal O Globo, é uma delas.

Lançado recentemente, o Fale com Elas nada mais é que um banco de fontes exclusivamente formado por mulheres. Gratuito, ele permite que pesquisadores, jornalistas, estudantes e outros interessados encontrem especialistas em diferentes áreas de conhecimento.

Atualizado constantemente com indicações de jornalistas do Globo, o catálogo do Fale com Elas reúne nomes de especialistas mulheres, entre elas advogadas, médicas, cientistas, psicólogas, professoras, youtubers, escritoras e executivas de vários Estados do Brasil. De Sergipe, ainda não há indicações.

“Em muitas áreas, as fontes ainda são majoritariamente masculinas e acreditamos que é preciso mudar para que as mulheres sejam ouvidas. Muitas mulheres são referência em suas áreas, da cultura à ciência, da economia ao estudo da diversidade”, explica a editora-executiva do Jornal O Globo, Maria Fernanda Delmas.

PLATAFORMA CELINA

A Plataforma Celina tem este nome em homenagem à professora potiguar Celina Guimarães Viana, a primeira mulher a votar no Brasil, em 1928. Nela, são veiculados conteúdos ligados às mulheres, mas também questões de gênero e diversidade.