Aparte
Jozailto Lima

É jornalista há 37 anos, tem formação pela Unit e é fundador do Portal JLPolítica. É poeta.

Marcos Santana lidera bem em São Cristóvão. Gedalva Umbaubá desloca Adilson da disputa
Compartilhar

Marcos Santana: flanando bem na inteção de se reeleger

Isto é o que indica pesquisa eleitoral feita pelo Instituto Alvo na cidade de São Cristóvão nos dias 26 e 27 deste mês de outubro, segunda e terça-feiras passadas. O contratante desta sondagem é o JLPolítica, o único Portal 100% especializado em política no Estado de Sergipe.

A boa liderança de Marcos Santana, MDB, se aplica sobre a candiatura Gedalva Umbaubá, PSC, que vem em segundo lugar e desloca radicalmente a candiatura de Adilson Jr de Fábio Henrique para um terceiro lugar bem distante da disputa, assim como os demais três concorrentes que apresentam ainda menos densidade de intenção de voto.

Prefeito e candidato à reeleição, Marcos Santana bota a cabeça de fora na disputa com uma média acima de 44 pontos percentuais das intenções de voto. Pela modalidade espontânea, se a eleição de São Cristóvão tivesse sido realizada naqueles dias 26 e 27 Marcos seria a opção de voto de 42,72% dos sãocristovenses.

Em segundo lugar nesta modalidade, viria a candidata Gedalva Umbauá, com 16,75% - o que dá uma vantagem a ele sobre ela de 25,97 pontos percentuais. Aqui, a terceira posição ficaria com Adilson Jr de Fábio Henrique, candidato do PSD, que seria destinatário de 4,50% das intenções  de votos.

A seguir, ainda pela modalidade espontânea, pontuam o Coronel Rocha, que é candidato a prefeito efetivo pelo Cidadania, com meros 0,50%, uma tal Gerolise - ela não é candidata em São Cristóvão -, com 0,25%, e voto de legenda 13, com 0,25%.

Nesta modalidade, há ainda 16,25% de eleitores indecisos, outros 12,50% dispostos a votar em branco ou nulo, e 6,25% que não soubeream ou não quiseram se posicionar.

DESMPENHOS NA ESTIMULADA

Na modalidade de questionário estimulado, ou induzido – aquela em que são apresentados os nomes dos candidatos aos 400 eleitores entrevistados -, a performance do candidato do MDB, Marcos Santana, permanece em alta. Superando até mesmo a do questionário espontâneo.

Nesse caso, Marcos seria a opção de voto para 45,75% dos eleitores de São Cristóvão, rivalizando de novo com Gedalva Umbabuá, que viria a seguir com 24,25% - a vantagem dele sobre ela aqui seria de 21,50 pontos percentuais.

Nessa modalidade, o desempenho do candidato Adilson Jr de Fábio Henrique ganha um ponto - ele vai a 5,50%. O candidato Coronel Rocha teria 1,50%, e os candidatos Carlos Vilão, PSDB, e Mário Trindade, Avante, ponturam com apenas 0,50% cada um.

Pela modalidade estimulada, o Instituto Alvo captou 12,50% de sãocristovenses que votariam nulo ou branco, 7,25% de indecisos e 2,25% que não souberam ou não quiseram se posicionar.

Gedalva Umbaubá: segundo lugar, mas com rejeição menor

SOLIDEZ DO VOTO E REJEIÇÃO

A pesquisa do Instituto Alvo para o Portal JLPolítica capturou, ainda, a solidez do voto dos sãocristovenses e a rejeição deles a cada um dos seis candidatos.

Na primeira questão, restou constatado que 67,75% dos que declararam seus votos admitem que o fizeram de forma sólida, sem possibilidades de voltar atrás - sem plano de mudar de opinião. Mas 21,50% admitiram a chance de reverter.

É dificil aferir a quem isso favorece entre os dois candidatos melhor posicionados - se a Marcos Santana ou a Gedalbva Umbaubá.

Ja no capítulo rejeição - que é um dado muito significativo numa pesquisa eleitoral -, Gedalva Umbaubá leva vantagem sobre Marcos Santana.

Ele tem a segunda maior rejeição, com 18,25% dos eleitores dizendo que jamais votariam nele, e ela, a terceira, com 12,25%.

No caso de Marcos, aplica-se um atenuante pra cima: o mais lembrado positivamente - e ele lidera as intenções de votos em todas as modalidades - também costuma ser o mais lembrado negativamente, o que não se verifica aqui.

A liderança dessa questão ruim é do candidato Carlos Vilão, com 19,75% de rejeição e a ocupçação, óbvia, do primeiro lugar.

Em quarto vem Adilson, com 10,25%, seguido do Coroel Rocha, com 7,50% e Mário Trindade, com 4,50%.

Adilson Jr: desempenho muito fraco

A pesquisa do Instituto Alvo tem margem de erro 4,88 pontos percentuais, intervalo de confiança de 95% e está registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe sob o número protocolar SE-01396/2020.

Os 400 moradores e eleitores de São Cristóvão que compuseram a mostra do Instituto Alvo foram entrevistados de maneira presencial, pessoal e individual. No aspecto de gênero, eles são compostos por 52,75% de pessoas do sexo feminino e por 47,25%, do masculio.

Foram pesquisadas pessoas nos seguintes comuidades: Alto da Divineia/Alto Santo Antônio, Av. Felix Ferreira/Baixa Divina, Av. P. Barreto, Centro Histórico/Av. Ivo do Prado, Conj. José Batalha de Góis, Conj. Madalena Góis/Colônia Miranda, Eduardo Gomes, Jardim Universitário / Várzea Grande, Lafaiete Coutinho, Luiz Alves, Madre Paulina, Maria do Carmo III, Rosa Elze, Rosa Maria, Rua do Cemitério/Fonte dos Padres, Tijuquinha, Apicum Neném/Enseada, Cabrita, Loteamento/Colônia, Pedreiras, Pintos, Pov. Cardoso/Pq St Rita/Alócia/Feijão C/C Vel/C Nov, Rita Cassete, Coqueiro e Arame II.

O Instituto Alvo tem a Coordenadoria-Geral de Alailson Pereira Modesto, que é professor e sociólogo - MTb 016/DRT/SE - e a resposabilidade de Pesquisa Estatística de Driely Julianne Rodrigues Santos.

Entre outros objetivos, o desta pesquisa foi o de identificar intenção de votos nas modalidades espontânea e estimulada para prefeito de São Cristóvão e os índices de rejeição na eleição para prefeito.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.