Politica & Mulher
Tanuza Oliveira

Jornalista desde 2010, com formação pela Unit e atuação em veículos impressos e em assessorias de comunicação em Sergipe. É repórter Especial do JLPolítica desde 2017.

Pós-Covid: Valdirene Aragão encara eleição em Monte Alegre mesmo com limitações 
Compartilhar

Internada no hospital, Valdirene continuou pré-campanha nas redes sociais com a ajuda de familiares e equipe

* Excepcionalmente por Tatianne Melo

Maria Valdirene Andrade Aragão, 53 anos, é uma mulher que, nas últimas semanas, vem atraindo a admiração de diversas pessoas. O motivo? Mesmo internada num hospital, devido a complicações ocasionadas pela Covid-19, continuou sua pré-campanha para prefeita de Monte Alegre de Sergipe, no Sertão sergipano, nas redes sociais – com direito à live “Café com Valdirene”, através da ajuda de familiares e equipe de comunicação.

Internada durante 42 dias, entre hospitais de Nossa Senhora da Glória, Lagarto e Aracaju, Valdirene Aragão experimentou o gosto mais amargo da Covid-19: a temida intubação, internação numa Unidade de Terapia Intensiva - UTI - e o risco de perder a vida. Isso tudo no pico da pandemia, com os leitos de UTI quase esgotados. Mas, como boa sertaneja que é, não pestanejou e deu a volta por cima. Na última quarta-feira, 26, recebeu a sonhada alta.

Agora em casa, a pergunta que fica é: o que leva Valdirene, PSD, que atualmente é vice-prefeita de Monte Alegre, querer encarar uma campanha eleitoral, mesmo sabendo que a reabilitação das sequelas da Covid-19 leva certo tempo e que o período de eleição requer do candidato preparo físico e mental? Em conversa com a Coluna Política & Mulher, ela explicou os motivos.

“Eu disse ao pessoal que estou com limitações no andar, mas a minha mente está perfeita graças a Deus. E é com ela que vou pensar no melhor para Monte Alegre. O que me faz ter força para lutar é o desejo do povo (me ver prefeita), que tanto me deu carinho, amor quando mais precisei. Quando sai do covid (e fui para casa), ver aquele povo chorando nas ruas, se ajoelhando, me deu mais força”, afirma a vice-prefeita.

A recepção a Valdirene em Monte Alegre, na última quarta-feira, foi uma verdadeira festa, com faixas, fogos, gente nas portas das casas aos choros, muitos carros, motos e buzinaços – cerca de 200. Por falar em veículos, a vice-prefeita é acusada pelos opositores na Justiça Eleitoral de se aproveitar do momento festivo da alta para fazer campanha eleitoral antecipada.

Mas Valdirene jura que foi apenas uma homenagem dos amigos e admiradores pelo fato de ter resistido à Covid-19. Por vários cantos de Sergipe e do Brasil, é comum, realmente, pacientes vitoriosos desta doença serem recepcionados em seus lares com festa.

“Ontem (terça-feira, 1º), tive uma audiência on-line com o promotor. E o que tenho a dizer é que o povo me seguiu desde hospital. Quando cheguei num povoado daqui, estava uma multidão de carros. Foi uma coisa muito bonita. Fui questionada se não tinha sido eu (que organizou a carreata), mas eu nem estava usado celular no hospital”, justifica a vice-prefeita.

Para quem não sabe, Valdirene e seu esposo João Vieira de Aragão, o Aragão, -  ex-prefeito de Monte Alegre por dois mandatos (2005 a 2012) - são rompidos politicamente com a atual prefeita do Município, Marinez Silva Pereira Lino, a Nena de Luciano, PRB, que vai para a reeleição.

“Antes da Covid, fui em todas as comunidades e perguntei ao povo o que é que eles precisam para ter uma cidade melhor. Eles me disseram que não querem comida, pois têm braços para trabalhar. Eles querem é projetos para fazer roça, comprar uma vaquinha, querem estrada boa, querem é quadra de esportes para o lazer”, afirma Valdirene.

Até a eleição marcada para 15 de novembro, com certeza, a população de Monte Alegre verá muito “pano pra manga”. Uma pesquisa realizada pelo Instituto França - com registro no TSE SE-06569/202 - revelou, em maio, quatro meses atrás, que a atual vice-prefeita lidera o pleito com 37,1%, seguida da atual prefeita com 32,6%. E agora, será que o cenário vitorioso para Valdirene se amplia após a Covid?


Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.