Politica & Mulher
Tanuza Oliveira

É jornalista desde 2010, com atuação em veículos impressos e assessorias de comunicação.

Psol quebra jejum de candidaturas femininas ao Governo com indicação de Niully Campos 
Compartilhar

Niully: única, até agora, candidata mulher ao Governo 

O diretório estadual do Psol de Sergipe, definiu, por consenso, que terá candidatura própria ao governo de Sergipe. Mas não qualquer candidatura: o partido lançou a advogada Niully Nayara Santana Campos como pré-candidata a governadora, tendo como vice Demétrio Varjão.

Niully quebrará o jejum de candidaturas femininas ao Governo que permeia as eleições em Sergipe e, no mínimo, fará história. Ela tem 34 anos, é natural de Capela, mulher negra, mãe, ativista social pelos direitos humanos e com forte militância em defesa dos direitos das mulheres e dos direitos sociais. 

Professora de direito penal e advogada criminalista, Niully é uma figura conhecida quando se fala em candidaturas femininas e na luta para fomentá-las. Foi candidata a vereadora por Aracaju em 2016, quando obteve 2.024 votos; e para deputada estadual, em 2018, quando alcançou 7.595 votos.

Em 2020, pariu o primeiro filho e preferiu ficar fora da disputa. Mas seguiu “fazendo política todo dia, como mulher, mãe, advogada, professora, cidadã”. 

“Sigo engrossando as fileiras da resistência ao fascismo, dos direitos das mulheres e minorias, da defesa da vida, da vacina, da ciência, da justiça social, da solidariedade e da construção de um mundo melhor para todas e todos”, diz ela.

Na próxima segunda-feira, dia 11, o Psol fará um grande encontro com a sua militância para a apresentação da chapa e da plataforma programática da campanha para o governo do Estado de Sergipe. 

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.