Politica & Mulher
Tanuza Oliveira

É jornalista desde 2010, com atuação em veículos impressos e assessorias de comunicação.

Superintendente do Esporte, Mariana Dantas crava seu nome num espaço ainda raro para a mulher 
Compartilhar

Mariana: “Estamos conquistando nosso espaço”

Enquanto atleta profissional, Mariana Dantas é bastante conhecida dos sergipanos: ela é Faixa Preta 2º Dan de Karatê e maratonista; atleta da Seleção Brasileira de Caratê de 2000 a 2010 e campeã mundial de caratê em 2002 (Birmingham/ Inglaterra). 

Mariana participou de quatro maratonas como atleta amadora e das maratonas de Paris 2016, de Santiago do Chile 2017 e 2019 e do Desafio Cidade Maravilhosa Rio de Janeiro 63km em 2018. 

Mas ela também está cravando seu Joel em um espaço ainda pouco ocupado por mulheres: a gestão do esporte. Atualmente, Mariana Dantas é superintendente do Esporte do Estado. Esta é o terceira vez que ela assume um cargo público.

A primeira experiência foi como coordenadora de esportes de Alto Rendimento na Prefeitura de Aracaju e, em seguida, como diretora de Esportes no Governo de Sergipe. Com experiência na organização e administração de eventos esportivos, atualmente é membro do conselho nacional de Esporte e vice-presidente do Fórum Nacional dos Secretários de Estado de Esportes.

Para Mariana, o fato de estar nesse cargo é um avanço para o cenário feminino. “Ter mulheres na gestão do esporte ainda é raridade, mas estamos conquistando nosso espaço e mostrando que o que importa é a competência e o comprometimento com a gestão, independentemente de ser homem ou mulher”, afirma Mariana. 

Política & Mulher - Quais as suas funções no cargo de superintendente de Esporte?
Mariana Dantas -
É de competência da Superintendência Especial de Esporte - SUPEE elaborar e conduzir a política pública estadual de esporte, através de uma gestão de planejamento estratégico interligada com demais setores do Governo de Sergipe. A função consiste na elaboração de políticas públicas, planos, programas e projetos nas áreas do esporte; o desenvolvimento do desporto e do esporte em geral; a administração, ampliação e melhoria de estádios esportivos, praças de esporte, espaços e equipamentos desportivos e de lazer e outros similares; o planejamento, a coordenação e gestão de iniciativas dos órgãos e entidades da Administração Pública Estadual em articulação com os Municípios, com os diversos setores econômicos e sociais e com a sociedade civil organizada, visando à realização de eventos esportivos de âmbito estadual, nacional ou internacional;

Política & Mulher - O que a senhora tem conseguido fazer, agora desse outro lado, pelo esporte sergipano? 
Mariana Dantas -
Para obtenção de resultados que atendam a demanda da sociedade, desenvolvemos 4 frentes: Captação de Eventos Esportivos (visando a retomada econômica e o turismo), projetos para o Alto Rendimento Esportivo (estimulando o orgulho de ser sergipano, levando o nome do estado para todo país), otimização da Infraestrutura Esportiva (promovendo melhorias e manutenção) e desenvolvimento do Desporto Educacional (capacitando e engajando professores e valorizando nosso aluno-atleta). Nesse sentido, lançamos recentemente dois importantes programas que foi o Sergipe no Pódio e o programa Seleções, para incentivo aos atletas de base e de rendimento do nosso estado. Também criamos o Centro de Aperfeiçoamento de Esporte Escolar com quatro núcleos e ofertamos, em parceria com entidades como o Comitê Olímpico do Brasil, cursos de capacitação e aperfeiçoamento aos nossos professores. Na área de infraestrutura, fizemos a reforma dos estádios Paulo Barreto de Menezes em Lagarto e do Adolfo Rolemberg em Aracaju, estamos em reforma do ginásio Constâncio vieira e da quadra Geraldo de Oliveira e captamos recurso para melhorias em outros estádios e implantação de programas esportivos. 

Política & Mulher - Recentemente, a senhora esteve em Brasília, junto com o deputado Fábio Mitidieri? Qual o objetivo da viagem?
Mariana Dantas -
Estreitar o relacionamento com a Secretaria Nacional do Esporte e mostrar ao governo federal o trabalho realizado aqui no estado e todas as nossas potencialidades. Nesse sentido captamos o recurso na ordem de 3,5 milhões que serão utilizados em melhorias do estádio Francão em Estância e no Etelvino Mendonça em Itabaiana, além de outros projetos que estão bem encaminhados.

JLPolítica - O cargo da senhora é político? 
Mariana Dantas -
Sou formada em educação física e especialista em gestão esportiva, além de ter sido atleta de alto rendimento e fui indicada para este cargo devido todo o trabalho realizado em outras funções que ocupei. 

Política & Mulher - Como a senhora vê o esporte sergipano hoje? Está evoluindo? 
Mariana Dantas -
Está crescendo bastante e tem um potencial enorme. Estamos implantando e fortalecendo políticas públicas de estado para que tenhamos um desenvolvimento mais célere e constante. Sabemos que qualquer resultado esportivo, requer tempo, dedicação e investimento. Sergipe será sede esse ano dos Jogos Universitários Brasileiros de Praia, da seletiva nacional da Gymnasíade e dos Jogos da Juventude, colocando nosso estado em lugar de destaque no cenário nacional.  

Política & Mulher - Como é a participação feminina no esporte? Ela é suficiente ou ainda precisa ser fomentada? 
Mariana Dantas -
Vem crescendo a cada dia. As próprias entidades nacionais e internacionais estão implantando políticas que dão esse incentivo. As olimpíadas de Paris 2024 será a primeira edição da história que terá o mesmo número de atletas mulheres igual ao dos homens. É um avanço gigante.

Política & Mulher - A senhora acredita que o fato de estar nesse cargo já é um avanço?
Mariana Dantas -
Sem dúvidas que sim. Ter mulheres na gestão do esporte ainda é raridade, mas estamos conquistando nosso espaço e mostrando que o que importa é a competência e o comprometimento com a gestão, independentemente de ser homem ou mulher.

 

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.