Politica & Negócios
UTE Porto de Sergipe projeta Sergipe no cenário internacional

UTE Porto de Sergipe I é considerada a maior termelétrica a gás natural da América Latina

 

Antes de completar seis meses de sua entrada em operação comercial, o projeto da Usina Termoelétrica - UTE - Porto de Sergipe I já representa um marco para o Estado em desenvolvimento e potencial econômico. Os diversos contatos com empresas e agentes, oportunizados pela implantação da usina e apoiados pelo Governo do Estado, alçaram Sergipe a um reconhecimento em todo o Brasil, projetando seu nome até mesmo no cenário internacional.

Sob condução das Centrais Elétricas de Sergipe - Celse -, a UTE Porto de Sergipe I tem capacidade de geração de 1.551 MW e é considerada a maior termelétrica a gás natural da América Latina, além de integrar o primeiro terminal de regaseificação de GNL privado do Brasil. A usina é também o primeiro projeto no país a utilizar turbinas 7HA, fabricadas pela General Eletric - GE - e reconhecidas como o modelo mais eficiente disponível no mercado.

Outro marco trazido pela Celse para Sergipe é o de primeiro contrato firmado com a GE na América Latina para o sistema OpShield, solução de segurança cibernética da multinacional. Além da General Eletric, outra empresa que opera no mercado internacional e mantém relações comerciais com o estado a partir da UTE Porto de Sergipe I é a Ocean LNG Limited (consórcio entre Qatar Petroleum e ExxonMobil), responsável pelo fornecimento de GNL à unidade.

PROJEÇÃO

Atraindo atenção além das fronteiras brasileiras, as instalações da UTE Porto de Sergipe I já receberam a visita de diversos representantes de órgãos internacionais. Ao longo da construção, o complexo recebeu delegações da Nigéria e de Moçambique, o cônsul-geral dos Estados Unidos em Recife, John Barrett, e a consulesa americana Catherine Griffith. Outro representante internacional que visitou as instalações foi o prefeito de Miami, Francis Xavier Suarez.

Para o governador de Sergipe, Belivaldo Chagas, a termoelétrica, além de proporcionar a abertura das relações diplomáticas e comerciais de Sergipe a outros espaços, as visitas de representantes estrangeiros influenciam o reconhecimento do Estado no próprio cenário regional. "Sergipe está sendo visto além das divisas e fronteiras, diversos empreendedores estão observando o potencial do Brasil e, em especial, o nosso e planejam investir aqui, o que representa mais desenvolvimento para o estado e para o nosso povo", diz.

O governador complementa: "É um momento ímpar na história do nosso Estado e nossa gestão está tendo a responsabilidade de solidificar as bases para um Sergipe melhor no presente e para as futuras gerações", destaca Belivaldo Chagas.

Fonte: ASN

Foto: Arthuro Paganini