Propaganda & Negócios
Lúcio Flávio Rocha

Lúcio Flávio Rocha é graduado em Propaganda e Publicidade pela Unit e atua na área há quase 20 anos. Assina esta mesma coluna também no Cinform.

Qual o seu papel nesta pandemia?
Compartilhar

Como a sua empresa será lembrada?

Há um que de magia, ou algo muito especial, de difícil explicação, no que sentimos quando realizamos um gesto altruísta, social, de amor ao próximo. Parece que as pessoas sentem-se aliviadas em suas consciências quando realizam uma boa ação. Na nossa cultura judaico-cristã, base da sociedade brasileira, o amor é o principal dos mandamentos. E como empresas são feitas por pessoas e consumidas por pessoas, o impacto de uma boa ação na imagem e reputação de um negócio é muito grande.

O oposto também é verdade. A omissão e insensibilidade das empresas diante de situações graves também depõem contra a usa imagem. Numa ilustração exagerada, já imaginou se a Vale se omitisse diante da tragédia de Brumadinho, ou a Tam diante do acidente aéreo de Congonhas?

Estou repetindo exaustivamente a sugestão de empatia às empresas neste período tão difícil. A pergunta chave é: qual é o seu papel nesta pandemia?

Estou recebendo diversas notícias de empresas que se engajaram neste momento para ajudar a sociedade a passar de forma menos dolorosa por estes dias. Desde empresas que doaram máscaras de tecido ou acrílico, até doações de alimentos ou álcool em gel. O exemplo dos supermercados Southeastern Grocers circulou pelo mundo.

A rede americana tomou a decisão de não cobrar pelas compras dos profissionais de saúde que estão atuando no combate ao Covid-19. Nesta semana, a coluna destinará seu espaço para valorizar as iniciativas de empresas sergipanas que serão lembradas pela sociedade pela postura nestes tempos. Como a sua empresa será lembrada?

TOK COSMÉTICOS

A indústria sergipana Tok Cosméticos iniciou produzindo parte de seu estoque de álcool em gel para doação em casas de abrigo a idosos. Em seguida, a empresa se engajou na doação de quentinhas para moradores de rua. O dono da empresa é o Domingos Pingo.

MEDLYNX

A empresa sergipana de tecnologia Medlynx se engajou a um projeto social e doou dezenas de jantas para pessoas desabrigadas. No kit completo havia sopa, pão, café e talheres descartáveis. O empresário à frente da iniciativa é o Jorge Brandão.

FASOUTO

A conhecida distribuidora sergipana Fasouto também está bastante ativa nesta pandemia, atuando em várias frentes sociais e aumentando as doações adquiridas em sua empresa. Sua última ação foi dobrar a arrecadação de alimentos para o programa Mesa Brasil na live Canta Sergipe. Quem comandou a iniciativa foi o empresário Juliano César.

SESC

E por falar na live, ela foi uma promoção do Sistema Fecomércio, que através do projeto Mesa Brasil do Sesc, realizou uma live no dia do trabalhador com artistas sergipanos. A arrecadação foi destinada a profissionais do setor de shows e eventos que estão com as atividades suspensas neste período.

SERGIFAR

Quem também fez questão de marcar presença na doação para profissionais de eventos foi a rede de farmácias sergipanas Sergifar. Ela doou nada menos que 1 tonelada de alimentos. O empresário e farmacêutico Alex Garcez responde pela rede.

PROTFER

A empresa de equipamentos de segurança Protfer também participou da doação ao programa Mesa Brasil doando 2 mil máscaras de proteção, um item tão essencial e escasso nos dias de hoje. A empresa é comandada pelo empresário Robson Pereira.

BABBO/PARALLELO

Duas empresas de gastronomia de Aracaju disponibilizaram as suas estruturas para o preparo de refeições do projeto Quarentena sem Fome para serem distribuídas a moradores de rua.

A Babbo e a Parallelo se alternaram na produção e confecção das quentinhas que são distribuídas quase todos os dias. Fábio Neves está à frente da iniciativa pela Babbo e Márcio França responde pela iniciativa da Parallelo.

CASA DAS TINTAS

Quem também não perdeu a oportunidade de ajudar o próximo foi a empresária Rafaela da Casa das Tintas. Ela vestiu a camisa da solidariedade e assumiu o custo de dezenas de refeições. Quem tem fome tem pressa.

IMPERIAL

Muitas pessoas de rua têm repetido um pedido incomum: com estabelecimentos comerciais fechados, os moradores de rua não têm onde pedir um copo d´água e muitos estão reclamando de sede.

A Imperial têm ajudado as doações de rua fornecendo bebidas, a exemplo do GuaraForte. Diversas caixas deste produto foram cedidas para serem distribuídas aos desabrigados.

ESFIHAS

A conhecidíssima Esfiha Planet também entrou na maratona da solidariedade e doou diversas esfihas para profissionais de saúde nos hospitais, com apoio da empresa Pinheiro Vigilância. Bela iniciativa.

PARA REFLETIR

“E aquele que der até mesmo um copo de água fresca a um destes pequeninos, na qualidade de discípulo, em verdade vos digo que de modo algum perderá a sua recompensa”. Mateus 10:42.

 

Ω Quer receber gratuitamente as principais notícias do JLPolítica no seu WhatsApp? Clique aqui.