eleições 2020
Por | 21 de Nov de 2020, 16h49
Danielle Garcia entra com ação para forçar entrevista pela TV Atalaia. Juiz nega
Magistrado entendeu que a decisão cabe à emissora
Compartilhar

Danielle Garcia: tentou faturar espaço do debate no muque. Perdeu

O juiz da 27ª Zona Eleitoral, José Pereira Neto, negou a tentativa da candidata à prefeita de Aracaju, Danielle Garcia, de forçar a TV Atalaia a entrevistá-la isoladamente.

Danielle queria ser entrevistada na noite deste sábado, 21,  horário no qual estava prevista a realização do debate, que foi cancelado pela emissora em virtude do candidato Edvaldo Nogueira, PDT, não confirmar participação.

O magistrado entendeu que a decisão sobre a realização ou não do debate cabe à emissora de TV, como já foi estabelecido pelo Tribunal Superior Eleitoral, uma vez que a empresa não se torna obrigada a exibir o programa só por causa da confirmação da presença dos candidatos.

Além disso, o juiz ressalta que o cancelamento da participação do outro candidato (no caso, o prefeito Edvaldo Nogueira) ocorreu de forma prévia, o que deu a emissora a faculdade de realizar ou não o debate. 

Edvaldo informou à TV na tarde de sexta-feira, 20, que não participaria do debate, em decorrência do tom agressivo da adversária, que fez uma pré-campanha e uma campanha de 1º turno marcadas por “agressões, ataques à honra e calúnias, seja através de sua propaganda oficial ou por meio de famigeradas fake news produzidas em grande escala, o que retira qualquer possibilidade de um debate civilizado e produtivo, com risco de resvalar para um bate-boca infrutífero e desrespeitoso aos aracajuanos".