INFORMAÇÃO E ORIENTAÇÃO COVID-19
Por PMA | 23 de Jun de 2020, 17h32
Prefeitura segue monitorando desembarque de passageiros no aeroporto da capital
Campanha de informação e orientação à população sobre a Covid-19
Compartilhar

Ação da Vigilância Sanitária e Epidemiológica no aeroporto de Aracaju é uma das pioneiras no Brasil

"Quando há sintomas, eles começam a ligar diariamente para essas pessoas. No primeiro momento, fazemos a aferição da temperatura, perguntamos se está apresentando algum sintoma. Tem pessoas, inclusive, que chegam com o teste positivo para a covid-19 e aí a gente faz o preenchimento do cadastro. Nós também entregamos, a cada passageiro, material informativo", destaca a coordenadora Débora Oliveira.

CRESCIMENTO

Desde o início do monitoramento, percebe-se um aumento expressivo no número de passageiros cadastrados. Isso acontece devido ao aumento da demanda de voos diários no aeroporto da capital. Conforme o balanço, em março, foram 1.328 passageiros registrados, sendo 12 monitorados. Em abril aumentou para 3.143 registros e 17 monitorados. Em maio foram 3.382 cadastros, repetindo o número de monitorados: 17. Em junho, até o momento, são  3.042 cadastros, e esse número deve crescer, porque ainda faltam sete dias para o mês terminar.

"Em maio, em virtude da disponibilização de mais voos diários, houve um crescimento considerável. Nos dias em que há mais voos, nós também aumentamos o quantitativo da equipe. Temos, inclusive, profissionais tanto da Vigilância Sanitária quanto da Vigilância Epidemiológica, da Saúde do Trabalhador, todos somando esforços para essa ação. Com isso, nós conseguimos fazer a abordagem para cada passageiro que chega, além de passar informações necessárias", afirma Débora, ao lembrar que a equipe no aeroporto está maior. "Agora são 20 profissionais, por causa do aumento de voos".

REFERÊNCIA

Débora lembra que Aracaju foi uma das primeiras capitais a implantar esse tipo de ação, visando a diminuição da proliferação da covid-19. "Continuamos sendo uma das poucas capitais do país onde se faz esse tipo de monitoramento, inclusive, alguns passageiros ficam muitos felizes por terem esse acolhimento. A ação é muito importante porque a gente consegue orientar essas pessoas que estão vindo de outros locais e elas precisam saber aonde estão chegando e de que modo elas têm de se comportar, inclusive, saber dos decretos de enfrentamento à pandemia, tanto do município quanto do Estado", conclui.  

Foto: Sergio Silva e André Moreira/PMA

Desde o dia 24 de março, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal de Saúde - SMS -, vem realizando a aferição de temperatura e o cadastramento de passageiros que desembarcam diariamente no Aeroporto Internacional Santa Maria.

Até o momento, já foram 10.895 registros, sendo que, desses, 46 apresentaram algum tipo de sintoma de síndrome gripal. A ação, uma das pioneiras no Brasil, faz parte do planejamento estratégico e preventivo contra a proliferação da Covid-19 na capital sergipana.

Na prática, a ação preventiva funciona da seguinte forma: quando os passageiros desembarcam, equipes da Vigilância Sanitária e Epidemiológica do município se identificam e explicam como será feito o procedimento.

Em seguida, são conduzidos a ficarem em filas - sem aglomeração e respeitando o espaço demarcado de pouco mais de um metro de distância entre um e outro - onde as equipes estão fazendo todo o cadastramento e aferindo a temperatura corporal. O procedimento, por pessoa, dura em média dois minutos.

A coordenadora da Rede de Programas de Vigilância e Atenção à Saúde da SMS, Débora Oliveira, explica que os passageiros que apresentam sintomas são encaminhamos para as equipes do MonitorAju - um canal de atendimento destinado a orientar a população aracajuana sobre a doença, além de realizar triagem e monitoramento de casos sintomáticos.

Passageiros que apresentam sintomas são encaminhamos para as equipes do MonitorAju