pandemia
Por Ascom da parlamentar | 11 de Fev de 2021, 16h17
Professora Ângela solicita à Prefeitura que suspenda retorno das aulas presenciais
Compartilhar

A vereadora em pronunciamento na sessão legislativa da Câmara Municipal desta quinta-feira

A vereadora Professora Ângela Melo (PT) voltou a se pronunciar contra o retorno das aulas presenciais na rede pública de Aracaju em 22 de março, conforme anunciado pela Prefeitura.

 

Em pronunciamento na sessão legislativa da Câmara Municipal desta quinta-feira, 11/02, a parlamentar petista enfatizou que a decisão do Prefeito Edvaldo Nogueira é equivocada “tanto porque a comunidade escolar não foi ouvida pelo poder público quanto porque não há ainda perspectiva de data para vacinação dos docentes e funcionários das escolas”.

 

Demonstrando preocupação com as vidas e a saúde de professores, professoras, funcionários, estudantes e suas famílias, Ângela Melo afirmou que “se a comunidade escolar espera com ansiedade o retorno às aulas presenciais, há algo maior, que é o medo do contágio pelo coronavírus”.

 

Um recente estudo realizado pela Universidade Federal de Minas Gerais demonstra que a preocupação da vereadora do PT é mais do que justa. Ao aplicar um questionário com 15 mil professores e professoras das redes públicas estaduais e municipais de todo o país, incluindo a de Aracaju, a pesquisa revelou que 40% dos professores estão com medo ou inseguros; 25% expressaram ter angústia em relação ao futuro; e 63% disseram não ter recebido qualquer suporte emocional ou psicológico das secretarias de educação.

 

“Então, não temos previsão de vacinação para professores e funcionários, temos a categoria do magistério com medo, sem apoio emocional e, mesmo assim, já existe uma data para o retorno presencial”, criticou Ângela, solicitando ao Prefeito e à Secretária de Educação que revertam a medida e garantam as condições para que as atividades, nesse momento, sejam desenvolvidas das próprias casas.

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.