COMBUSTÍVEL
Por FAN F1 | 27 de Jan de 2018, 15h03
Assista: coronel que apurou fraude dos combustíveis na PM é afastado
O suposto desvio de combustíveis segue sendo investigado Ministério Público Estadual
Compartilhar

O setor de comunicação da PM, informou que o coronel Gravatá foi afastado

O Comando da Polícia Militar de Sergipe (PM/SE) afastou o coronel Bené Oliveira Gravatá, responsável pelo Inquérito Policial Militar (IPM) que investigou um suposto esquema de fraude no abastecimento das viaturas da corporação.

Nessa sexta-feira, 26, Bené, foi convocado para prestar esclarecimentos ao comandante do Hospital da Polícia Militar (HPM), coronel George Araújo por conta de suas declarações feitas à imprensa na última semana. Segundo ele, a fraude descoberta ainda tem a participação de parentes do comandante geral da PM, coronel Marcony Cabral. A apresentação teve que acontecer no HPM porque é lá que está lotado um oficial com mais tempo na corporação que o denunciante.

O setor de comunicação da PM, informou que o coronel Gravatá foi afastado das funções que estava exercendo na Central de Inquéritos Policiais Militares por 10 dias e passou a responder a um procedimento administrativo disciplinar que tem por objetivo apurar sua conduta ético-disciplinar ao usar expressões que ferem a imagem do comandante da PM e de toda a corporação.

O suposto desvio de combustíveis segue sendo investigado Ministério Público Estadual, já o procedimento administrativo está sendo conduzido pelo coronel George Araújo, para apurar a veracidade das denúncias.

Por Leornando Melo, da redação do site Fan F1 

Assista: TV Atalaia localiza dois frentistas envolvidos no escândalo do desvio de verba do combustível da PM.

Veja o video abaixo: