ELE FICA
Por Portal Infonet | 03 de Jan de 2018, 11h56
Belivaldo Chagas se mantém no PMDB
O vice-governador reconhece que a mudança de partido causaria certa acomodação no bloco aliado
Compartilhar

Belivaldo Chagas admite pressão do bloco aliado para colocar Jackson na disputa pelo Senado (Foto: Arquivo Portal Infonet)

O vice-governador Belivaldo Chagas confirma que se mantém no PMDB, apesar do convite que recebeu do PSD no auge dos boatos que indicavam que aquele partido seria dominado pelo deputado federal André Moura (PSC), um dos adversário do governador Jackson Barreto, a grande liderança peemedebista em Sergipe. O vice-governador reconhece que a mudança de partido causaria certa acomodação no bloco aliado na disputa pela vaga de vice nas eleições que ocorrerão em outubro, mas admite a permanência no PMDB sem causar desconforto aos governistas.

O vice-governador, o pré-candidato do bloco na disputa pelo Governo do Estado, informa que existe uma pressão para o governador Jackson Barreto se desincompatibilizar do cargo para disputar o Senado. “Mas o prazo é o dia 7 de abril, o governador tem muito tempo para decidir”, diz, comentando que os entendimentos ainda estão em aberto.

Há no bloco, conforme observou, a pretensão do ex-prefeito de Canindé do São Francisco, Heleno Silva (PRB), e do ex-deputado federal Rogério Carvalho (PT) de disputar as duas vagas do Senado pela chapa liderada pelo governador Jackson Barreto. Mas há, por outro lado, o entendimento de que JB seria um importante nome de Sergipe para ocupar uma das vagas no Senado. Enquanto isso, o grupo continua sem definir a chapa majoritária, com a pretensão do PSD em indicar a vaga de vice.