Coronavírus
Por ASN | 19 de Nov de 2020, 15h37
Discussão sobre retorno das aulas em SE está prevista para dezembro
Foi autorizada realização de feiras livres culturais a partir de segunda-feira, 23
Compartilhar

Belivaldo Chagas: "A gente vai continuar acompanhando os números"

O governador Belivaldo Chagas informou, durante coletiva à imprensa, no auditório do Palácio dos Despachos, nesta quinta-feira, 19, que a discussão sobre o calendário do retorno das aulas para as séries ainda não autorizadas esta prevista para o dia 3 de dezembro, próxima reunião do Comitê Técnico-Científico e de Atividades Especiais - Ctcae.

“Depois que avaliarmos o quadro dos próximos 14 dias, até por conta da parte final do processo eleitoral, poderemos deliberar sobre o retorno das aulas. A gente vai continuar acompanhando os números. Está posto, também, que não vamos tratar do retorno das aulas de forma unificada das escolas públicas municipais e estadual com as da rede privada. A gente vai ter que dividir isso, porque a logística das escolas pública é diferente, o que torna um pouco mais fácil o retorno das escolas privadas”, explica Belivaldo Chagas. 

Hoje,  o Ctcae autorizou a realização de feiras livres culturais a partir da próxima segunda-feira, 23, atendendo os critérios de higiene necessários e protocolos sanitários da Secretaria de Estado da Saúde - SES. A medida foi discutida na reunião do Ctcae que precedeu a coletiva, também nesta quinta.

Serão liberadas atividades a exemplo de feiras de artesanato, amostras culturais e similares. Sendo que, em lugares fechados, o limite máximo de pessoas fica limitado a capacidade de 75% do ambiente, respeitado o distanciamento mínimo de 1,5 m entre pessoas, sem restrição de quantitativo numérico de participantes. Já em lugares abertos, o limite máximo liberado é de 300 pessoas, respeitado o distanciamento mínimo de 1,5 m.

Belivaldo explicou que, na reunião do Ctcae, também foi apresentada a análise dos números da pandemia no Estado. “O objetivo da reunião do Comitê Técnico-Científico de hoje foi avaliar o quadro sanitário no Estado e, graças a Deus, a conclusão foi que os números estão em queda em Sergipe. Houve uma diminuição na quantidade de óbitos e de pacientes internados, assim como no número de pessoas contaminadas. O que a gente quer, agora, é o seguinte, feita essa reunião, na qual foi constatado que estamos em situação de equilíbrio, não há necessidade de fechar nada no momento, bem diferente do que algumas pessoas estavam propagando de forma maliciosa. Mas, também, não significa dizer que por conta disso, a gente tem que fazer o “liberou geral”, é preciso manter os cuidados, pois ainda não temos a vacina, é importante usar a máscara, lavar as mãos, utilizar o álcool, entre outros”, destaca o governador.

É importante ressaltar que a atividade de vaquejada não se submete à liberação, permanecendo válido o protocolo sanitário publicado pela Secretaria de Estado da Saúde, por meio da Portaria N.º 207/2020. Permanecem suspensos, também, os eventos de lazer coletivos, a exemplo de shows, blocos, micaretas e similares; os eventos esportivos, a exemplo de corridas, maratonas e campeonatos e similares e o funcionamento de casas noturnas, boates e similares.

Fonte e foto: ASN