TJ-SE
Por Ascom | 27 de Jan de 2018, 15h18
Justiça determina pagamento em dia aos auditores ficais do Estado de Sergipe
Por mantado de segurança impetrado pelo sindicato da categoria
Compartilhar

Decisão do foi desembargador Edson Ulisses

O Sindicato dos Auditores Tributários do Estado de Sergipe – SINDAT impetrou Mandado de Segurança em desfavor de ato do Governador do Estado, requerendo a concessão da ordem para determinar a regularização do pagamento dos salários dos seus substituídos, bem como, que fosse observada a natureza alimentar desses salários para determinar o pagamento destes com prioridade e em detrimento de despesas de outras naturezas, e ainda, que fosse garantido o acesso aos extratos bancários das contas bancárias que formam a conta única do Estado.

O Des. Edson Ulisses de Melo concedeu o pedido liminar para “determinar ao Impetrado que cumpra a obrigação de pagar os vencimentos dos substituídos, com pontualidade, até o último dia útil de cada mês, e, ainda, assegure o acesso do Impetrante aos demonstrativos e extratos bancários de todas as contas que compõem a conta única do Estado de Sergipe, como também a discriminação de todas as despesas e receitas”.

Apesar de a Ministra Carmem Lúcia ter suspendido a decisão supratranscrita, o TJ/SE acolheu pedido do SINDAT, através de sua assessoria jurídica*, para reconhecer que a decisão do Supremo não abrange a decisão como um todo, mas tão somente na parte da regularização do salário, motivo pelo qual a Juíza de Direito Maria Angélica França e Souza determinou a intimação do Governador do Estado para garantir o acesso aos extratos bancários da conta única do Estado e determinar a prioridade no pagamento dos vencimentos e proventos dos servidores públicos, ante seu caráter alimentar, em detrimento de outras despesas públicas, sob pena de aplicação de multa diária no valor de R$ 1.000,00.