REAGINDO
Por Ascom Sintese | 19 de Set de 2017, 17h57
Nota do Sintese em resposta ao deputado  Francisco Gualberto e seu grupo político
Será Gualberto o novo líder do congelamento de salários?
Compartilhar

Nota do Sintese atira pesado contra Gualberto: “sua liderança é cega com faca amolada para os trabalhadores”

É risível a nota do grupo liderado pelo deputado Francisco Gualberto contra o Sintese. Gualberto escolheu seu lado, governista, líder do PMDB golpista e, pasmem, quer que todos os sindicalistas o siga, pois o governo do PMDB é aliado do PT.

O Sintese é um sindicato de luta, deputado. Peleguismo passa por longe daqui. Os dirigentes dessa entidade desde sempre aprenderam que os direitos dos trabalhadores estão acima de qualquer governo, de qualquer partido. Essa é nossa essência.

Sua liderança é cega com faca amolada para os trabalhadores. Vale tudo pra agradar ao grande chefe peemedebista, como valia para agradar o governo Déda. O senhor liderou a quebra da carreira do magistério. O senhor liderou em 2014, já com Jackson, a retirada do terço para os servidores públicos e a retirada de triênio de diversas categorias. 

Francisco Gualberto lidera o caos na saúde, na educação, na segurança. Aliás, haja trocadilhos e histórias de trancoso na Alese pra justificar as ações do pior governo da história de Sergipe. 

O mais chocante é que o famoso operário da década de 90, que fazia discursos efusivos contra os abusos dos deputados, quis impor a fusão de fundos previdenciários, do dia para noite, sem que os deputados sequer tivessem lido o projeto, sem nada de capitalização. O lado mudou, deputado, e não foi para melhorar a vida do povo.

Agora em desespero, temendo uma não reeleição, criticado em toda esquina, desandou-se a falar mal do Sintese como todos da direita já o fizeram, acusando-nos de nos preparar para a próxima eleição com candidaturas. 

Qual o mal nisso, deputado? Os trabalhadores não podem apresentar candidaturas? O senhor foi sempre apoiado por lideranças sindicais dos professores do município de Aracaju e de outras categorias. 

A questão é que o preço do golpe é alto, e as contradições já não se sustentam mais. O seu governo Jackson Barreto acaba de enviar projeto para Alese congelando salários por dois anos dos servidores. 

O drama é que a partir de amanhã Francisco Gualberto será o mais novo líder do congelamento de salários, e nós estaremos em lados opostos, porque na defesa dos trabalhadores e servidores seremos intransigentes, até o fim.

Direção Executiva do Sintese


LEGENDA – FOTO DE GUALBERTO 
Nota do Sintese atira pesado contra Gualberto: “sua liderança é cega com faca amolada para os trabalhadores”