RECUPERANDO
Por Ascom TCE | 15 de Set de 2017, 15h25
Presidente do TCE anuncia 7,36% de recomposição das perdas salariais para efetivos
Ele também informou que já há estudos, “que serão discutidos, com responsabilidade, em conjunto com representantes da próxima gestão”, visando à incorporação da gratificação de 40% ao vencimento base do servidor
Compartilhar

Clóvis Barbosa, presidente do TCE de Sergipe

Durante a festa de despedida dos 30 servidores do Tribunal de Contas que aderiram ao Programa de Aposentadoria Voluntária (PAV), o presidente Clóvis Barbosa anunciou a recomposição das perdas salariais dos efetivos. “Após estudos da Diretoria Técnica e da Diretoria Administrativa e Financeira, graças à economia que fizemos ao longo desses meses, será possível atender a um importante pleito do Sindicontas: vamos recompor as perdas salariais dos últimos exercícios com a concessão de um incremento de 7,36% na remuneração dos servidores efetivos da Casa a partir deste mês de outubro”, disse, surpreendendo o auditório que estava lotado.

Ele também informou que já há estudos, “que serão discutidos, com responsabilidade, em conjunto com representantes da próxima gestão”, visando à incorporação da gratificação de 40% ao vencimento base do servidor. “Até dezembro deste ano só tenho um compromisso: entregar minhas forças e energias para que tenhamos servidores mais felizes e valorizados e um Tribunal mais estruturado”, afirmou, antes de chamar a festejada apresentação do cantor Agnaldo Timóteo.

“Estamos muito lisonjeados e felizes por nosso pleito ter sido atendido. O presidente Clóvis Barbosa foi de uma urbanidade e atendeu, não só ao sindicato, mas a todos os servidores. Era um anseio de todos a recomposição dessas perdas. Além disso, a incorporação dos 40% já era uma reivindicação da gestão anterior do Sindicontas. Estamos felizes e muito agradecidos”, afirmou o presidente do Sindicontas, Anselmo Costa Santos.

Avanços

Antes, Clóvis Barbosa lembrou que, apesar das limitações orçamentárias, sua gestão conseguiu, em 20 meses, promover avanços em benefício do servidor, como o Programa de Meritocracia, que busca reconhecer os servidores efetivos que se destacam por seu desempenho, o Programa de Prevenção de Doenças Ocupacionais, que concede incentivo financeiro para a prática de atividades físicas, promovendo a saúde do servidor, e o próprio PAV, que valorizou servidores que dedicaram anos de trabalho à Corte de Contas.

“São vocês, servidores, que carregam o nome dessa instituição. São vocês que realizam as auditorias e encontram os achados que constituem a pedra de toque de toda a atividade desta Corte. São vocês o motivo deste Tribunal a cada dia ter maior reconhecimento de toda a população”, disse Clóvis Barbosa, agradecendo a todos. 

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.