DEVOLVE
Por FAN F1 | 25 de Jan de 2018, 09h21
Sindijus: salários de magistrados é legal, mas imoral
Presidente do sindicato fez essa declaração em entrevista ao Jornal da FAN
Compartilhar

Gilvan Santos: salários imorais dos magistrados

Para o presidente do Sindicato dos Servidores do Judiciário de Sergipe (Sindijus-SE), Gilvan Santos, os salários pagos aos juízes e desembargadores de Sergipe é legal, mas é imoral.

Ele participou do Jornal da Fan na manhã desta quinta-feira, 25, e disse que o valor de um só benefício pago a título de auxílio-moradia é superior ao salário pago aos servidores do Judiciário e a maioria dos trabalhadores sergipanos.

Segundo o sindicalista, os juízes recebem de auxílio-moradia um valor de R$ 4.377 por mês. “É muito mais do que recebem os servidores do Judiciário!! Isso pode ser legal, mas é imoral”, exclamou.

Ainda de acordo com Gilvan, os pagamentos de auxílios aos juízes e magistrados são feitos de forma indiscriminada e que nos últimos anos, o Judiciário de Sergipe pagou R$ 147 milhões a título de indenizações e benefícios.

As considerações do Sindijus foram feitas um dia após a entrevista do presidente do Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ-SE), desembargador Cezário Siqueira, que recusou receber o auxílio-moradia, mas que disse no Jornal da Fan que os auxílios e salários pagos são legais.