SE
Por Ascom | 03 de Jan de 2018, 20h01
Valmir pede autorização para consertar mais uma rodovia estadual 
​\"Sei que essa é uma competência do estado, mas não poderia deixar o povo correndo risco\", diz o prefeito
Compartilhar

Valmir de Francisquinho: fazendo a parte do Estado

No final do ano passado, máquinas da Prefeitura de Itabaiana foram deslocadas para a rodovia Francisco Teles de Mendonça (SE-170), também conhecida como “Rodovia da Morte”. A via liga os municípios de Itabaiana a Moita Bonita, e há anos sofre com a grande quantidade de buracos, má conservação e falta de acostamento. 

Em 2013, um acidente tirou a vida de quatro jovens itabaianenses. De lá para cá, nenhuma ação de recapeamento foi realizada pelo governo estadual, responsável pela conservação da rodovia. Cansado das reclamações, o prefeito de Itabaiana, Valmir de

Francisquinho (PR), mandou uma equipe da Secretaria Municipal de Obras para realizar a revitalização asfáltica dos pontos mais críticos, já que o município possui uma usina de asfalto própria.

"Sei que essa é uma competência do estado, mas não poderia deixar o povo correndo risco ao transitar na rodovia estadual que liga Itabaiana a Moita Bonita”, justificou. No entanto, a ação de Valmir gerou um “problema” para o gestor da cidade serrana. 
“As pessoas estão me pedindo que conserte outras rodovias, a exemplo da João Paulo II, entre Itabaiana e Campo do Brito. Se o governador Jackson Barreto me autorizar, mando consertar sim, desde que fique dentro do perímetro municipal de Itabaiana”, avisa Valmir de Francisquinho.