positivo
Por G1 | 28 de Dez de 2020, 11h19
Com Covid, vice-presidente Mourão tem bom estado de saúde
Compartilhar

O vice-presidente, Hamilton Mourão, durante cerimônia no Planalto em 16 de setembro — Foto: Adriano Machado/Reuters

A assessoria de Comunicação Social da Vice-Presidência da República divulgou nota nesta segunda-feira (28) informando que o vice Hamilton Mourão, que contraiu Covid-19, apresenta "bom" estado de saúde.

A confirmação de que Mourão testou positivo para o novo coronavírus foi informada na noite deste domingo, também pela assessoria (veja vídeo ao final da reportagem). Até então, não haviam sido informados detalhes sobre o estado de saúde dele nem sobre que sintomas apresentou.

"O estado geral de saúde do Vice-Presidente da República é bom, encontrando-se em isolamento na residência oficial do Jaburu", diz a nota desta segunda.

Além do estado de saúde atual, há outra novidade divulgada pela assessoria de imprensa: os sintomas que Mourão teve. Antes de ter sido diagnosticado com Covid-19, ele apresentou mialgia (dor no corpo), cefaléia (dor de cabeça) e febre, que não passou de 38 graus. A nota também informa que Mourão está sendo medicado.

Autoridades infectadas

 

Com o diagnóstico, Mourão passa a integrar uma extensa lista de políticos que contraíram o coronavírus.

Todos os chefes de Poderes que já foram infectados se recuperaram da doença. O presidente Jair Bolsonaro anunciou resultado positivo para a Covid-19 em julho.

Davi Alcolumbre (DEM-AP), presidente do Senado, contraiu a doença em março e, Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara, em setembro.

Também em setembro, o ministro Luiz Fux, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), foi diagnosticado com o coronavírus, dias depois de assumir a presidência da Corte.

No primeiro escalão do governo, também foram infectados os ministros:

 

  • Eduardo Pazuello (Saúde)
  • Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo)
  • Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional)
  • Bento Albuquerque (Minas e Energia)
  • Milton Ribeiro (Educação)
  • Onyx Lorenzoni (Cidadania)
  • Marcos Pontes (Ciência, Tecnologia e Inovações)
  • Wagner Rosário (Controladoria-Geral da União)
  • Braga Netto (Casa Civil)
  • Jorge Oliveira (Secretaria-Geral)
  • Fábio Faria (Comunicações)
  • André Mendonça (Justiça)
  • Tarcísio Gomes de Freitas (Infraestrutura)
Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.