Social
Por FDR | 22 de Fev de 2021, 16h32
Fila do INSS atrasa pagamento de 500 MIL pedidos por auxílio assistencial
Compartilhar

Dados do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP) mostram que, dos 1.760.368 requerimentos na fila do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para análise em dezembro de 2020, 534.848 eram de benefícios assistenciais (BPC). Outros 277.470 eram benefícios por incapacidade, como auxílio doença.

Também a partir deste número, 1.273.912 aguardavam a primeira análise do INSS e 486.456 benefícios estavam em exigência, etapa em que o órgão aguarda documentos solicitados aos segurados.

Ainda de acordo com o levantamento, do número de espera, 442.483 são referentes ao Benefício Assistencial à Pessoa com Deficiência e 89.088 são do Benefício Assistencial ao Idoso.

Vale lembrar que a partir de junho deste ano são iniciados novos prazos de análise por parte do órgão, segundo definição do Ministério Público Federal (MPF) e da Defensoria Pública da União (DPU), homologado pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Salário maternidade: 30 dias

Aposentadoria por invalidez comum e acidentária: 45 dias

Auxílio doença comum e por acidente do trabalho: 45 dias

Pensão por morte: 60 dias

Auxílio reclusão: 60 dias

Auxílio acidente: 60 dias

Benefício assistencial à pessoa com deficiência: 90 dias

Benefício assistencial ao idoso: 90 dias

Aposentadorias, salvo por invalidez: 90 dias

De acordo com o INSS, para atender a fila de requerimentos, foi iniciada uma força-tarefa formada por mais de 1,3 mil de profissionais que devem, até o dia 22 de março, atender exclusivamente esse tipo de demanda.

Quem já fez a solicitação, pode acompanhar o andamento da mesma através do aplicativo Meu INSS. A plataforma é gratuita para aparelhos eletrônicos com sistema operacional Android e iOs.

Para acessá-lo, é preciso fazer login com o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) e, em seguida, criar uma senha numérica de seis dígitos. A senha é pessoal e intransferível. Não pode ser compartilhada com terceiros ou desconhecidos para evitar fraudes nas contas ligadas ao órgão.

Em caso de ida presencial às agências do INSS para qualquer tipo de problema, pede-se que, se possível, compareça sem acompanhantes, fazendo o uso obrigatório de máscaras.

Deixe seu Comentário

*Campos obrigatórios.