PRESSÃO
Por Agência Alese | 17 de Ago de 2017, 09h26
Previdência: Governo recua para não onerar servidores
Estudos apontam para aumento de alíquota para Ipesprevidência
Compartilhar

Servidores lotam galerias da Assembleia para acompanhar votações (Foto: Jadilson Simões/Alese)

Apesar dos estudos apontarem para o reajuste da contribuição previdenciária, que oneraria os servidores públicos estaduais, o governador Jackson Barreto (PMDB) recusou os resultados apontados pela equipe econômica e promete reajustar a alíquota do Sergipeprevidência apenas para a contribuição patronal, mantendo inalterado o percentual de 13% de desconto dos salários dos servidores públicos.

De acordo com informações do secretário Sales Neto, de Comunicação Social do Governo do Estado, o governador Jackson Barreto não considerou “justo” onerar os servidores já que o Estado está sem condições de promover reajuste salarial. O projeto ainda está em fase de finalização, segundo Sales Neto, no âmbito do Poder Executivo.

Mas está definido, conforme o secretário, que a alíquota da contribuição patronal sairá do patamar dos 26% para a casa dos 28%. Assim que concluído, de acordo com informações de Sales Neto, o Governo encaminhará o projeto de lei para apreciação dos deputados estaduais na Assembleia Legislativa.

O deputado estadual Georgio Passos (PSC) comentou que este projeto estava sendo esperado na Assembleia Legislativa, mas ficou informado que o Governo teria recuado. A deputada Ana Lúcia Menezes (PT) se manifestou no pequeno expediente da sessão plenária desta quarta-feira, 16, para informar que o Governo “não encaminharia” o projeto sobre uma suposta reforma da previdência neste momento.